sicnot

Perfil

Mundo

Um dos principais comandantes do Boko Haram detido, revela a secreta da Nigéria

O serviço de informações nigeriano anunciou hoje a detenção de suspeitos de serem responsáveis do Boko Haram, entre os quais um dos principais comandantes do grupo radical islâmico, que estarão ligados a vários atentados suicidas em todo o país.

© Stringer . / Reuters

O Departamento de Segurança do Estado (DSS) indicou num comunicado ter detido, entre julho e agosto, Usman Shuiabu, conhecido como Money, e outros membros destacados do grupo fundamentalista, nos estados de Lagos, Kano, Plateau, Enugu e Gombe.

O DSS assinala a detenção "a 08 de julho de 2015, no estado de Gombe (nordeste), de responsáveis pela coordenação e execução dos atentados suicidas de Potiskum, Kano, Zaria e Jos".

"Shuaibu confessou ser o líder de uma equipa de nove membros da seita, enviados da floresta de Sambisa para realizar ataques. Revelou que quatro dos nove foram utilizados como suicidas para cometer atentados", indica o comunicado.

O DSS afirma que a detenção de Shuaibu e dos outros membros daquela célula permite travar os ataques do grupo nigeriano.

Nas últimas semanas, os islamitas realizaram ataques mortíferos ao longo das fronteiras da Nigéria, nos Camarões e no Chade, entre os quais atentados suicidas.

A violência do Boko Haram -- que pretende instaurar um estado islâmico no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmano ao contrário do sul de maioria cristã -- e a repressão governamental causaram mais de 15.000 mortos e 1,5 milhões de deslocados desde 2009.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".