sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades chinesas puniram 200 pessoas por alegados rumores sobre Bolsa

As autoridades chinesas puniram 197 pessoas por alegadamente divulgarem rumores na Internet sobre a volatilidade das bolsas do país asiático ou as explosões registadas a 12 de agosto num terminal de contentores do porto de Tianjin, perto de Pequim.

reuters

Os visados expressaram arrependimento pela sua conduta e por "terem criado pânico, confundido a população e provocado a instabilidade no mercado e na sociedade", anunciou hoje o Ministério de Segurança Pública em comunicado.

As autoridades chinesas informaram que a campanha centrou-se sobre "rumores sediciosos", citando dois exemplos: "um homem suicidou-se em Pequim pelos reveses na bolsa" ou "pelo menos 1.300 pessoas foram assassinadas nas explosões de Tianjin".

Três dias após as explosões, as autoridades chinesas anunciaram medidas contra mais de 360 contas de redes sociais por divulgarem rumores sobre a tragédia, enquanto muitos cibernautas pediram ao governo para dizer a verdade sobre os acontecimentos.

O Ministério de Segurança Pública chinês disse também que outros rumores versavam sobre as cerimónias, previstas para quinta-feira, por ocasião do 70.º aniversário do final da II Guerra Mundial, das quais se destaca um desfile militar com a participação e assistência internacional.

Em resultado da campanha, 165 contas de redes sociais foram suspensas. Todavia não foi especificado que outros castigos foram levados a cabo.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.