sicnot

Perfil

Mundo

Gelados que duram mais

Para quem é difícil resistir a um gelado, há boas notícias. Foi descoberta uma proteína que permite que o gelado derreta mais lentamente. A má notícia é que só deverá estar disponível dentro de três a cinco anos.

Reuters

Físicos das universidades de Edinburgh e de Dundee descobriram a BsIA - proteína que pode ser usada para que um gelado derreta devagar, através da mistura de ar, gordura e água. A BsIA evita ainda a formação dos pequenos cristais dos gelados.

O resultado é um "creme" de consistência extremamente sedosa, garantem os responsáveis.

A descoberta permite ainda fabricar produtos com menos gordura saturada e com menos calorias.

"Estamos muito entusiasmados com o potencial deste produto para melhorar os gelados, tanto para os consumidores como para os fabricantes", comentou Cait MacPhee, líder do projeto.

  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • André Ventura rejeita acusações de xenofobia
    1:27

    País

    O candidato do PSD à Câmara de Loures diz que tocou num tema que as pessoas queriam discutir. Entrevistado na SIC Notícias, André Ventura insiste que as declarações que fez sobre a comunidade cigana não são xenófobas ou racistas.

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.