sicnot

Perfil

Mundo

Merkel diz que fracasso na questão migratória trairia valores fundadores da UE

A chanceler alemã, Angela Merkel, repetiu hoje que a União Europeia deve chegar a acordo para uma repartição equitativa dos refugiados, advertindo que um fracasso na resolução da crise migratória constituiria uma traição aos princípios fundadores.

A chanceler, que falava em conferência de imprensa em Berlim, voltou por isso a defender a criação de um sistema de quotas para o acolhimento de refugiados, uma ideia proposta em junho pela Comissão Europeia, mas que foi rejeitada por vários países membros.

"Os direitos civis universais têm uma ligação próxima com a Europa e com a sua História, enquanto princípio fundador da União Europeia", disse.

"Se a Europa fracassar na questão dos refugiados, se esta ligação próxima com os direitos civis universais se quebrar, então esta não será a Europa que desejámos", acrescentou.

A Alemanha prepara-se para receber este ano 800.000 refugiados, quatro vezes mais que em 2014 e mais do que qualquer outro país europeu.

"Se não chegarmos a uma distribuição justa (dos refugiados), então a questão do futuro de Schengen vai colocar-se. Não queremos isso", disse Merkel, referindo-se ao espaço de livre circulação europeu.

A questão vai ser debatida na reunião extraordinária de ministros do Interior da UE prevista para 14 de setembro em Bruxelas.

Confrontada internamente com uma forte oposição ao acolhimento de refugiados, Merkel assegurou que a Alemanha é "um país suficientemente forte", com uma "economia sólida" e um "mercado de trabalho robusto", pelo que vai ultrapassar o desafio de acolher centenas de milhares de pessoas.

"Podemos fazê-lo", disse.

Como na semana passada, Angela Merkel voltou a assegurar que há "tolerância zero" para os atos xenófobos e racistas no país e sublinhou o seu "orgulho e gratidão" pelos "inúmeros alemães" que se têm voluntariado para ajudar os refugiados.

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17