sicnot

Perfil

Mundo

Publicados novos emails de Hillary Clinton, incluindo um enviado a Assange

O Departamento de Estado norte-americano publicou na segunda-feira 7 mil páginas de correio eletrónico enviadas ou recebidas por Hillary Clinton, durante o mandato de secretária de Estado (2009-2013), incluindo um enviado ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange.

Este ano, Hillary Clinton viu-se envolvida em polémica quando se preparava para lançar a sua corrida presidencial, na sequência da revelação de que tinha usado o correio eletrónico privado para assuntos de interesse nacional.

Este ano, Hillary Clinton viu-se envolvida em polémica quando se preparava para lançar a sua corrida presidencial, na sequência da revelação de que tinha usado o correio eletrónico privado para assuntos de interesse nacional.

© Scott Morgan / Reuters

O novo pacote consiste em 4368 'e-mails' em cerca de 7000 páginas, o maior número publicado até à data, e inclui cerca de 150 mensagens eletrónicas parcialmente censuradas, já que contêm informação que foi classificada durante a revisão das mesmas para publicação.

Embora a maior parte se trate de 'emails' de rotina que a ex-secretária de Estado e atual aspirante à nomeação democrata para as eleições presidenciais de 2016 trocava com assistentes e funcionários, há uma mensagem recebida a 27 de novembro de 2010 e dirigida ao fundador do WikiLeaks.

A mensagem foi enviada por Harold Hongju Koh, então assessor legal do departamento de Estado, à advogada de Julian Assange, Jennifer Robinson, com cópia para Clinton.

No 'email', Koh diroige-se a Robinson e a Assange em referência à possível publicação de 250 mil documentos classificados do Governo dos Estados Unidos na posse da WikiLeaks.

"Apesar do desejo expresso de proteger as vidas (de jornalistas, ativistas dos direitos humanos, autores de blogues e soldados), fez o contrário e colocou em perigo as vidas de vários indivíduos", disse o funcionário a Assange.

Este ano, Hillary Clinton viu-se envolvida em polémica quando se preparava para lançar a sua corrida presidencial, na sequência da revelação de que tinha usado o correio eletrónico privado para assuntos de interesse nacional.

Perante essa situação, a oposição republicana exigiu que fossem tornadas públicas as comunicações que Hillary Clinton manteve a partir da sua conta pessoal e que alegadamente poderiam comprometer a segurança do país.

Atendendo aos pedidos dos republicanos e aos da própria Hillary Clinton, que insistiu para que se publicassem de forma a eliminar as dúvidas, em maio o departamento de Estado desclassificou cerca de 300 mensagens, a maioria relativa ao atentado contra locais do Consulado dos Estados Unidos em Bengazi, na Líbia.

Essas mensagens de correio eletrónico tinham sido revistas pelo Comité da Câmara de Representantes que investigam o atentado do 11 de setembro de 2012 em que morreu Chris Stevens, embaixador dos Estados Unidos na Líbia, e outros três cidadãos norte-americanos.

No mês passado também foram publicadas 3000 páginas correspondentes a cerca de 1900 mensagens de correio eletrónico da antiga secretária de Estado.

Lusa

  • Encontrado corpo da criança que desapareceu na praia de São Torpes
    0:55

    País

    O corpo da criança que tinha desaparecido na praia São Torpes, concelho de Sines, foi encontrado esta manhã fora de água, nas rochas, a 1,5 quilómetros do sítio onde tinha desaparecido, no passado dia 21. O alerta foi dado por um popular à Polícia Marítima, cerca das 8h00.

  • Não há aumentos salariais no Estado para o ano
    1:18

    Economia

    O ministro das Finanças confirma a alteração dos escalões de IRS em 2018. É uma das medidas prioritárias para o próximo ano, a par do descongelamento das carreiras na função pública. Numa entrevista à Antena 1, Mário Centeno admite que não vai haver aumentos salariais no Estado no próximo ano

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.