sicnot

Perfil

Mundo

Casa Branca obtém apoio suficiente do Senado para acordo com Irão

O Presidente norte-americano, Barack Obama, conseguiu esta quarta-feira reunir apoio suficiente do Congresso para garantir a aplicação do acordo internacional sobre o programa nuclear do Irão, quando um 34º senador anunciou votar a favor.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Jonathan Ernst / Reuters

A maioria dos congressistas norte-americanos opõe-se ao acordo, que aliviará sanções económicas impostas a Teerão enquanto impede o Irão de prosseguir o seu programa nuclear. Muitos republicanos advertem que o Irão avançará dissimuladamente para a construção da bomba atómica.

Se o Congresso aprovar uma resolução que desaprove o acordo, Obama vetá-la-á. Para ultrapassar o veto presidencial, será necessária uma maioria de dois terços, tanto no Senado, como na Câmara dos Representantes.

Com o apoio da senadora democrata Barbara Mikulski, o acordo conta agora com 34 apoiantes no Senado - o número necessário para manter o veto de Obama.

Mikulski disse hoje que, apesar de o acordo não ser perfeito, concluiu que "este Plano Conjunto de Ação Abrangente é a melhor opção disponível para impedir o Irão de ter uma bomba nuclear".

"O Congresso deve também reiterar o nosso empenho na segurança de Israel", acrescentou, contudo.

Os republicanos estão unidos na oposição ao acordo com o Irão, e dois senadores democratas seniores - Chuck Schumer e Robert Menendez -- opõem-se-lhe igualmente, bem como alguns democratas na Câmara dos Representantes, entre os quais Steve Israel, o elemento judeu de mais elevada hierarquia daquela câmara.

O Congresso deverá votar o acordo até ao final deste mês.

Lusa

  • Samaris suspenso por três jogos

    Desporto

    O internacional grego do Benfica Samaris foi castigado com três jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após ter sido instaurado um auto de flagrante delito por parte da Comissão de Instrutores.

    Em atualização

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.