sicnot

Perfil

Mundo

Há canções proibidas pró-norte-coreanas em karaokes de Seul

Um deputado da Coreia do Sul chamou a atenção para a existência de canções que glorificam os líderes da dinastia Kim em aparelhos de karaokes em Seul, onde está proibida a apologia do regime norte-coreano, informou a estação SBS.

© Lucy Nicholson / Reuters

"Longa vida ao grande líder" ou "A nossa felicidade cresce sob o amor do líder" são dois exemplos de centenas de canções à disposição nos aparelhos de karaoke de algumas salas da capital e que têm feito soar alarmes entre os círculos conservadores do país.

O deputado Hong Moon-pyo, do partido governante Saenuri, denunciou a situação na quinta-feira na Assembleia Nacional (parlamento) e exigiu uma investigação por considerar que as canções violam a estrita Lei de Segurança Nacional da Coreia do Sul.

Aprovada em 1948 para combater o comunismo, a Lei de Segurança Nacional proíbe qualquer atividade "contra o Estado" que pretenda fazer propaganda dos ideais políticos da vizinha Coreia do Norte e contempla castigos desde o pagamento de multas até penas prisão.

Os aparelhos em questão estão presentes em salas de karaoke de alguns bairros em pleno centro de Seul, como Yeongdeungpo ou Guro, frequentados por imigrantes chineses de etnia coreana, um grupo que inclui muitos descendentes de norte-coreanos.

O karaoke é uma atividade bastante difundida tanto na Coreia do Sul como na Coreia do Norte, sendo que neste país a maioria das canções populares contêm mensagens de propaganda do regime estalinista da dinastia Kim.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.