sicnot

Perfil

Mundo

Advogado diz que não há ilegalidade na morte do leão Cecil

O advogado de defesa do dentista norte-americano que matou o famoso leão zimbabueano Cecil considera não haver base legal para afirmar que o seu cliente, Walter Palmer, tenha feito algo de errado ao abater o felino.

AP

Na primeira entrevista dada após meses de silêncio desde a controversa caçada ao leão no Parque Nacional Hwange, no Zimbabué, o dentista norte-americano disse ao jornal Minneapolis Star Tribune que não tinha ideia de que o felino era uma atração do parque e negou confirmar se irá acatar a decisão do tribunal zimbabueano que exige a sua extradição para aquele país africano.

O advogado de Walter Palmer, presente na entrevista, assegurou que não "havia alegações oficiais de que ele (o dentista) tenha feito algo de errado" ao abater o leão.

Após meses de ausência no trabalho, o médico norte-americano anunciou que regressará esta terça-feira a sua clínica que, durante dias, foi palco de vários protestos contra a atuação do dentista no Zimbabué.

A contestação contra os seus atos estendeu-se às redes sociais.

No dia 28 de setembro, o tribunal de Hwange, perto da reserva onde decorreu a controversa caçada, vai ouvir novamente o organizador do safari, Theo Bronkhorst, caçador profissional zimbabueano.

Segundo a acusação, o proprietário do terreno no qual Cecil foi abatido não tinha quota para abater um leão. De acordo com informações não confirmadas, o animal, que tinha um dispositivo GPS porque era seguido no quadro de um estudo científico, foi atraído para fora da reserva.

As autoridades norte-americanas também abriram um inquérito para investigar o caso.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC