sicnot

Perfil

Mundo

Coreias acordam realizar encontro de familiares separados em outubro

A Coreia do Sul e a Coreia do Norte acordaram hoje realizar em outubro o encontro de familiares separados pela guerra de 1950-53, informou o Ministério da Unificação de Seul.

© Kim Hong-Ji / Reuters

O encontro, o segundo em cinco anos, vai acontecer entre 20 e 26 de outubro, no resort de Monte Kumgang, na Coreia do Norte.

A Cruz Vermelha sul-coreana começou, na semana passada, um processo de 15 dias para localizar as mais de 66.000 pessoas com familiares no país vizinho.

Nas últimas três décadas, um total de 129.264 pessoas na Coreia do Sul pediram para participar neste tipo de eventos, segundo dados do Ministério da Unificação.

O Governo sul-coreano já expressou, em várias ocasiões, o seu desejo de que estes encontros se celebrem de forma regular, já que centenas de idosos morrem anualmente sem terem conseguido ver os seus familiares do outro lado da fronteira.

Desde 1985 organizaram-se 19 encontros em que participaram cerca de 4.000 pessoas. A maioria das reuniões ocorreu a partir do ano 2000 e a última deu-se em fevereiro de 2014.

  • Desde 2005 morreram 72 bombeiros mas ninguém sabe quantos ficaram feridos
    2:02

    Reportagem Especial

    "Vidas de Fogo" é a Reportagem Especial desta noite, sobre os bombeiros feridos em combate a incêndios florestais. Este ano, durante o período mais crítico dos fogos, vão estar no terreno quase 10.000 operacionais. Grande parte são bombeiros voluntários. Vamos contar cinco casos de bombeiros feridos em combate e tentar saber como se recupera de um acidente, como se vive depois de queimado e como se lida com a morte de colegas durante um fogo.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.