sicnot

Perfil

Mundo

População em África vai quadruplicar e Índia será o país mais populoso

A população em África deverá quadruplicar num século para 4,4 mil milhões de pessoas, enquanto a Índia deve roubar à China a condição de país mais populoso do mundo até 2030, referem projeções de um instituto francês.

Themba Hadebe

Segundo as projeções do Instituto Nacional de Estudos Demográficos, que vão ser divulgadas quarta-feira, em 2015, a população mundial deverá chegar aos 7,5 mil milhões de pessoas e deverá continuar a crescer até 11 mil milhões até ao final do século.

"É uma ilusão acreditar que a população mundial vai diminuir, mesmo que haja um declínio da fertilidade. A maioria dos 10 mil milhões de pessoas que vai viver em 2050 já nasceu e muitos estão em idade fértil", disse Gilles Pison, autor do estudo.

Sobre os conflitos e o recente fluxo de refugiados, Gilles Pison estimou que vão ter "consequências transitórias, localmente, mas o seu impacto é baixo na escala demográfica".

"Especialmente porque não se saber quanto tempo os refugiados ficam nos países de acolhimento", salientou.

Para o autor do estudo, uma das grandes mudanças vai ser o "enorme aumento da população em África, que poderá quadruplicar até ao final do século" de 1,2 mil milhões de habitantes em 2015 para 4,4 mil milhões em 2100.

Enquanto hoje um em cada seis pessoas vive em África, no final do século deverá viver uma em cada três.

O aumento deverá ocorrer na África subsaariana, onde a população poderá crescer de 950 milhões em 2015 para quase 4 mil milhões em 2100.

"A fecundidade baixou em África, mas continuar a ser a mais elevada do mundo com 7,6 filhos por mulher no Níger contra uma média de 2,5 no planeta", disse o pesquisador, salientando que a taxa de natalidade mais baixa está em Portugal e na Coreia do Sul com 1,2 filhos por mulher.

O pesquisador disse também que a Índia se vai tornar no país mais populoso do mundo, destronando a China.

"É quase uma certeza", afirmou.

Hoje, a China é o país mais populoso do mundo com 1,4 mil milhões de pessoas, mas a Índia, que atualmente tem 1,3 mil milhões de pessoas.

Segundo o pesquisador, a população na Índia está a crescer mais devido ao aumento da fertilidade, que passou para 2,3 filhos por mulher. Na China, a taxa de fertilidade é de 1,7 filhos.

"A tendência já é clara. Nasceram 28 milhões de crianças na Índia este ano, contra os 17 milhões registados na China. A Índia em breve será o país mais populoso", disse.

Globalmente, a população mundial aumentou sete vezes ao longo dos últimos dois séculos, com três vezes mais nascimento do que mortes.

No entanto, o crescimento da população está a desacelerar. Depois de um pico de mais de 2% há 50 anos, o crescimento diminuiu para metade, e é esperado que continue a cair até à estabilização da população mundial em um século.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Incêndio em Alfragide deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação em Alfragide, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa