sicnot

Perfil

Mundo

Brasil, 4º país do mundo com mais mulheres a casarem até aos 15 anos

O Brasil é o quarto país do mundo com mais casamentos de crianças e adolescentes até aos 15 anos, com 877 mil jovens entre 20 e 24 anos casadas antes dessa idade, segundo um estudo do Instituto Promundo.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Pilar Olivares / Reuters

O país também é o quarto da lista, em números absolutos, com mais raparigas casadas antes dos 18 anos: cerca de três milhões com idades 20 e 24 anos, ou 36%, afirmou ter contraído matrimónio antes de alcançar a maioridade legal, segundo o Instituto, que utilizou estatísticas da Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher, de 2006.

O relatório, divulgado na quarta-feira em Brasília, com apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Fundação Ford, também demonstra que pouco mais de 88 mil jovens entre 10 e 14 anos vivem em uniões consensuais no país, tanto civis como religiosas, segundo dados do censo de 2010.

O estudo, pioneiro no país na área de casamentos infantis, analisou especificamente os dois estados brasileiros com mas incidência da prática: o Pará, no norte do país, e o Maranhão, no nordeste.

O Instituto Promundo divulgou que os principais fatores detetados que levam ao casamento antes dos 18 anos são a vontade de um membro da família devido a uma gravidez indesejada, ou para proteger a reputação do adolescente, o desejo de controlar a sexualidade das meninas, a busca por segurança financeira e a vontade da adolescente de sair da casa dos pais, além do desejo dos futuros maridos de se casarem com meninas mais jovens.

O casamento na infância e na adolescência traz consequências para a vida dos jovens, segundo o relatório, incluindo gravidez precoce, atrasos e desafios educacionais, limitações à mobilidade e à construção de redes sociais e exposição à violência do parceiro, principalmente no caso de jovens com maridos mais velhos e controladores.

O relatório também aponta que a presença "ativa e positiva" dos pais diminui a incidência violência sexual e de atividade sexual precoce indesejada, além de contribuir para uma maior autoestima e propensão à escolha de parceiros com comportamentos mais "equitativos em termos de género".

"O casamento infantil prejudica a capacidade das meninas de concretizar suas aspirações e realizar escolhas plenas sobre seu futuro, comprometendo seu bem-estar e desenvolvimento, mesmo quando casam por vontade própria, com o consentimento dos pais ou por problemas financeiros", diz o estudo.


Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.