sicnot

Perfil

Mundo

Cuba liberta mais de 3.500 presos antes da visita do Papa

As autoridades cubanas decidiram amnistiar mais de 3.500 prisioneiros por ocasião da visita à ilha caribenha do Papa Francisco, prevista para este mês, anunciou hoje o diário oficial Granma.

© Stringer Shanghai / Reuters

O Conselho de Estado, órgão supremo do executivo cubano, "decidiu libertar 3.522 prisioneiros por ocasião da visita da sua santidade, o papa Francisco", a decorrer entre 19 a 22 de setembro, indicou a publicação.

O diário Granma, órgão oficial do Partido Comunista cubano, recordou que Havana já tinha libertado perto de 3.000 prisioneiros durante a visita do papa Bento XVI em 2012 e cerca de 300 durante a deslocação à ilha de João Paulo II em 1998.

Entre os beneficiários da atual amnistia figuram prisioneiros com idade superior a 60 anos ou detidos com menos de 20 anos que não tenham antecedentes criminais.

Também estão abrangidos presos com doenças crónicas, mulheres, cuja liberdade condicional vigorava até finais de 2016, e estrangeiros, cujo país de origem assegura a extradição.

Salvo algumas "exceções humanitárias", são mantidos em regime de prisão os autores de homicídios, violações, atos de pedofilia, tráfico de droga e violações ou atentados à segurança do Estado.

Esta decisão entrará em vigor num prazo de 72 horas, precisou o jornal Granma.

Após a passagem por Cuba, Francisco desloca-se aos Estados Unidos, onde irá realizar uma visita oficial até 27 de setembro.

O processo histórico do restabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países, que estão separados unicamente pelos 150 quilómetros do Estreito da Florida e que viveram de costas voltadas durante mais de meio século, contou com a colaboração do Vaticano.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46