sicnot

Perfil

Mundo

Rei saudita promete encontrar causa de queda de grua sobre mesquita em Meca

O rei Salman da Arábia Saudita prometeu hoje que descobrirá o que provocou a queda da grua que matou 107 pessoas na Grande Mesquita de Meca.

© Gary Cameron / Reuters

"Vamos investigar todas as razões e depois apresentar os resultados aos cidadãos", declarou o monarca no final de uma visita ao local do acidente, um dos mais santos do Islão.

A Agência de Imprensa Saudita, oficial, noticiou que Salman "debateu as causas do acidente e os seus efeitos na mesquita sagrada" depois de ver onde a gigantesca grua caiu durante uma forte trovoada na sexta-feira.

Era uma de várias gruas instaladas no local para obras de ampliação da mesquita.

O incidente ocorreu quando centenas de milhares de crentes de todo o mundo já tinham chegado a Meca para a peregrinação anual.

Entre os mortos, incluem-se indianos e indonésios.

A agência noticiosa saudita indicou que o rei Salman expressou condolências às famílias dos mortos e, em seguida, se deslocou ao hospital local "para inquirir sobre a saúde dos feridos de várias nacionalidades, entre as quais iranianos, turcos, afegãos, egípcios e paquistaneses".

Lusa

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.