sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos entre palestinianos e polícia israelita na mesquita de Al Aqsa em Jerusalém

Registaram-se confrontos entre palestinianos e a polícia israelita esta manhã na mesquita de Al Aqsa em Jerusalém. Israel reforçou entretanto a segurança em Jerusalém e vai limitar durante vários dias o acesso à Faixa de Gaza.

ABIR SULTAN/EPA

ABIR SULTAN/EPA

ABIR SULTAN/EPA

Os problemas começaram quando as autoridades israelitas entraram na área da mesquita numa perseguição a um grupo de palestinianos suspeitos de esconder explosivos na cidade. O grupo barricou-se na mesquita e atirou pedras à polícia.

Não há registo de feridos. A área da mesquita é alvo frequente de confrontos, por ser disputada tanto por palestinianos como por israelitas, por ser considerada sagrada por muçulmanos e judeus.

Israel reforça segurança em Jerusalém e na Faixa de Gaza

Israel reforçou a segurança em Jerusalém e vai limitar durante vários dias o acesso à Faixa de Gaza devido ao início do ano novo "Rosh Hashaná", que se prolonga até terça-feira à noite.

Agentes policiais foram enviados para Jerusalém e para os arredores da cidade no âmbito de uma ação especial concebida para impedir distúrbios durante as 48 horas que duram as festividades judaicas.

Também na fronteira de Erez, a norte da Faixa de Gaza e que é controlada por Israel, estão a ser adotadas medidas para controlar o acesso de pessoas até terça-feira em ambas as direções.

Já os postos de controlo militar na Cisjordânia continuam a funcionar normalmente, segundo um porta-voz local citado pela agência de notícias espanhola EFE.

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Incêndio em Alfragide deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação em Alfragide, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.