sicnot

Perfil

Mundo

Novos confrontos na Esplanada das Mesquitas em Jerusalém

Confrontos entre muçulmanos e as forças de segurança israelitas registaram-se hoje pelo segundo dia consecutivo na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, informou a polícia.

reuters

"Quando a polícia entrou no local, jovens mascarados atiraram pedras na direção dos agentes", anunciou a polícia, em comunicado.

No domingo, violentos confrontos tiveram lugar no mesmo local por ocasião do início das celebrações do Ano Novo judaico.

Os confrontos ocorrem numa altura em que aumentou a tensão na sequência da decisão do ministro da Defesa de Israel, Moshe Yaalon, na quarta-feira, após declarar ilegais dois grupos muçulmanos que entram em confrontos com visitantes judeus do local sagrado para ambas as religiões.

O complexo da Esplanada das Mesquitas, que inclui a mesquita Al-Aqsa e a Cúpula da Rocha, é o terceiro lugar sagrado do islão após Meca e Medina, na Arábia Saudita. Para os judeus é o local do segundo Tempo, destruído pelos romanos no ano 70.

O muro das Lamentações, um vestígio do segundo Tempo, está situado nas proximidades.

A Esplanada das Mesquitas rege-se por um 'status quo' herdado do conflito de 1967: tanto judeus quanto muçulmanos podem visitar o lugar sagrado com vista para a Cidade Velha de Jerusalém, mas os judeus não têm o direito de aí rezar.

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35