sicnot

Perfil

Mundo

Polícia sul-africana recupera corpos de 12 mineiros numa exploração de ouro ilegal

A polícia sul-africana recuperou hoje os corpos de 12 mineiros que trabalhavam numa exploração de ouro clandestina localizada no município de Springs, a leste da cidade de Joanesburgo.

© Stringer . / Reuters

Os homens morreram há cerca de uma semana, na sequência de uma explosão provocada por um gerador elétrico.

As operações de resgate prolongaram-se até hoje devido ao fumo que se alojou nas galerias subterrâneas após a explosão, segundo explicou um representante da polícia local, citado pelos 'media' sul-africanos.

Todos os anos morrem soterrados dezenas de mineiros ilegais na África do Sul, onde a exploração de minas abandonadas por grupos organizados são um negócio que vale vários milhões de euros.

Também são frequentes naquele país confrontos violentos entre grupos rivais de exploração de minas, a polícia e as empresas privadas de segurança.

O roubo de minerais e o controlo de minas são geralmente os motivos dos confrontos entre os grupos de mineiros clandestinos, geralmente constituídos por imigrantes oriundos do mesmo país.

Muitas vezes provenientes de países vizinhos como Moçambique e Lesoto, estes mineiros chegam a passar várias semanas debaixo de terra à procura de ouro ou de outros metais preciosos. Estes homens vendem depois os metais preciosos a intermediários.

A região de Springs e os seus arredores foram em finais do século XIX e no início do século XX o epicentro da febre do ouro na África do Sul, atividade que ajudou então ao crescimento da cidade de Joanesburgo. Nesta região existem atualmente muitas minas abandonadas.

Lusa

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.