sicnot

Perfil

Mundo

UE prolonga sanções contra violação territorial e de soberania da Ucrânia

O Conselho da União Europeia (UE) prolongou por mais seis meses, até 15 de março de 2016, as sanções contra 149 pessoas e 37 entidades por violação da integridade territorial, soberania e independência da Ucrânia.

Reuters

Segundo um comunicado hoje divulgado, foram prorrogados o congelamento de bens e a proibição de viajar para a Europa a 149 pessoas e 37 entidades.

A UE considera não se justificar qualquer alteração no regime de sanções nem na lista de pessoas e entidades.

Uma revolta popular que afastou do poder o presidente pró-russo Vikton Ianukovich, em fevereiro de 2014, acontecimento que desencadeou o movimento de revolta no leste da Ucrânia.

A revolta resultou num conflito entre tropas ucranianas e as milícias pró-russas, que têm sistematicamente violado o cessar-fogo no leste da Ucrânia, palco de um conflito que fez aproximadamente 7.000 mortos, entre civis e combatentes, segundo os mais recentes dados da ONU.

A Crimeia foi entretanto anexada à Rússia, ato que é contestado pela ONU e pela UE, e os separatistas autoproclamaram a República Popular de Donetsk.

  • "Foi um golpe muito forte"
    1:41
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • SIC acompanhou Francisco George no último dia como diretor-geral da Saúde
    6:20