sicnot

Perfil

Mundo

UE prolonga sanções contra violação territorial e de soberania da Ucrânia

O Conselho da União Europeia (UE) prolongou por mais seis meses, até 15 de março de 2016, as sanções contra 149 pessoas e 37 entidades por violação da integridade territorial, soberania e independência da Ucrânia.

Reuters

Segundo um comunicado hoje divulgado, foram prorrogados o congelamento de bens e a proibição de viajar para a Europa a 149 pessoas e 37 entidades.

A UE considera não se justificar qualquer alteração no regime de sanções nem na lista de pessoas e entidades.

Uma revolta popular que afastou do poder o presidente pró-russo Vikton Ianukovich, em fevereiro de 2014, acontecimento que desencadeou o movimento de revolta no leste da Ucrânia.

A revolta resultou num conflito entre tropas ucranianas e as milícias pró-russas, que têm sistematicamente violado o cessar-fogo no leste da Ucrânia, palco de um conflito que fez aproximadamente 7.000 mortos, entre civis e combatentes, segundo os mais recentes dados da ONU.

A Crimeia foi entretanto anexada à Rússia, ato que é contestado pela ONU e pela UE, e os separatistas autoproclamaram a República Popular de Donetsk.

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.