sicnot

Perfil

Mundo

EUA pedem à Coreia do Norte que se deixe de "provocações irresponsáveis"

A Presidência dos EUA apelou hoje aos dirigentes da Coreia do Norte para que evitem "provocações irresponsáveis", depois do reinício do funcionamento de um reator considerado a sua principal fonte de plutónio com qualidade militar.

© Gary Cameron / Reuters

"A Coreia do Norte deve abster-se de provocações irresponsáveis que só agravam as tensões regionais", declarou Josh Earnest, porta-voz do Presidente Barack Obama.

Os dirigentes do país "deveriam antes cumprir os seus compromissos internacionais", acrescentou.

O anúncio do reinício do funcionamento de um reator nuclear foi feito imediatamente a seguir à evocação por Pyongyang da possível colocação em órbita, em outubro, de satélites, com recurso a foguetões, uma eventualidade que para a Coreia do Sul seria um "ato grave de provocação".

A Coreia do Norte assegura que os disparos de foguetões visam colocar em órbita satélites para uso não militar, enquanto os EUA e os seus aliados consideram-nos testes de mísseis balísticos disfarçados.

A China, principal aliada diplomática da Coreia do Norte, sempre protegeu Pyongyang de sanções internacionais mais pesadas. Mas os dirigentes de Pequim toleram cada vez menos a retórica agressiva dos de Pyongyang.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".