sicnot

Perfil

Mundo

Médicos australianos pedem proibição da prática de pugilismo após morte de praticante

Uma associação de médicos australianos pediu hoje a proibição da prática do pugilismo, após a morte de um praticante da modalidade causada por um 'knock-out' sofrido num combate que decidia um título regional, na última sexta-feira.

© Oswaldo Rivas / Reuters

Davey Browne Jr., de 28 anos, foi atingido na cabeça durante o combate com o filipino Carlo Magali e acabou por cair inanimado, tendo sido transportado para o Hospital de Sydney em estado crítico. A família do atleta deu hoje autorização para que se desligassem as máquinas que o mantinham vivo.

"As regras deste desporto são atletas feridos, a sangrar ou deixar o ringue com danos cerebrais irreversíveis, que às vezes acabam por matar. É por isso que fazemos esta campanha para proibir este desporto", disse Stephen Parnis, vice-presidente da Associação Médica australiana.

Em março passado, Braydon Smith, outro pugilista, morreu em casa apenas umas horas após o fim de um combate, no qual acabou derrotado.

"Esta é uma tragédia para todos. Esta morte era evitável e deixa um verdadeiro sentimento de amargura", continuou Parnis.

A associação médica afirma que "esta é uma das causas de morte prematura entre os jovens" e que "um único golpe pode matar, seja numa saída à noite ou durante um combate", pedindo às autoridades para que acabem com a prática da modalidade.

Lusa

  • As crianças e o frio. O que vestir
    1:58

    País

    O médico Pedro Ribeiro da Silva, da Direção-Geral da Saúde, aconselha especial cuidado com as extremidades do corpo - usar luvas e gorros. E demasiado agasalhadas pode levá-as a transpirar mais e, consequentemente, desidratar.

  • Transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos
    2:32

    Economia

    Os transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos já a partir do próximo mês e a poupança nos passes combinados pode chegar até aos 12 euros por mês. Para além disso, foram criados 1280 lugares de estacionamento gratuito junto às estações da CP e Governo reafirma ainda que a linha será alvo de obras de melhoramentos este ano. Em 2016 passaram pela linha de Cascais 25 milhões de passageiros, mais 2,9% que no ano anterior.

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.