sicnot

Perfil

Mundo

Professor suspeito de matar colega em universidade dos EUA suicida-se

Um professor de Geografia da universidade estatal Delta, no Estado norte-americano do Mississípi, suspeito de matar a tiro um colega, suicidou-se na segunda-feira à noite, informou a polícia.

AP

O suspeito, identificado como Shannon Lamb e que há várias horas fugia da polícia, disparou sobre si mesmo, revelaram as autoridades.

Suspeita-se que Lamb também esteja ligado à morte violenta de uma mulher encontrada em sua casa, com quem mantinha uma relação sentimental.

O professor falecido, contra quem Lamb terá disparado duas vezes quando trabalhava no seu gabinete na universidade, é Ethan Schmidt, lecionava História e tinha cerca de 50 anos.

A mulher é Amy Prentiss, de 41 anos, cujo cadáver foi encontrado na segunda-feira na casa em que vivia com Lamb.

A universidade Delta, com 3.500 estudantes, ordenou a suspensão das aulas e cancelou os planos para celebrar hoje o 90.º aniversário do campus.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.