sicnot

Perfil

Mundo

Campanha contra "robôs sexuais" lançada em Inglaterra

Ainda não chegaram ao mercado e se depender de Kathleen Richardson, não vão chegar nunca! A especialista britânica em ética para robôs, da Universidade De Montfort, em Inglaterra, lançou uma campanha contra as empresas que pretendem comercializar robôs sexuais, isto é, usados para sexo.

São robôs usados como substitutos sexuais que aos olhos de Kathleen Richardson, a especialista em ética para robôs, vão "contribuir para as desigualdades entre homens e mulheres" e reforçar a imagem de "mulheres objeto".

A especialista em ética lidera uma campanha contra o fabrico e venda destes bonecos sexuais. Numa entrevista à estação de televisão norte-americana CNBC, revelou que estão a ser produzidos bonecos não só em forma de mulheres mas também crianças.

Uma das empresas que fabrica este tipo de objetos, a californiana RealDoll, planeia vender uma boneca sexual de borracha, com "inteligência artificial" em 2017. Já a "True Companion" promete lançar, já este ano, Roxxxy, o primeiro robô sexual do mundo, em versão feminina e masculina. O "gadget" irá custar 7 mil dólares, cerca 6.200 euros.

  • "Joguem à bola"
    1:35

    Desporto

    Cerca de uma centena de adeptos do Sporting esperaram até perto das 3:00 pela chegada da equipa ao estádio de Alvalade. Depois da eliminação da Taça de Portugal, em Chaves, foi necessário o reforço policial para garantir a segurança da comitiva leonina.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Obama encurta pena de delatora do Wikileaks
    1:45
  • Putin sai em defesa de Trump
    2:29

    Mundo

    Vladimir Putin já saiu em defesa de Donald Trump e diz que houve uma tentativa de minar o Presidente eleito dos Estados Unidos, através de um alegado relatório, atribuido à espionagem russa. Putin diz que o relatório é falso.