sicnot

Perfil

Mundo

Família de Mullah Omar põe fim à disputa com novo líder talibã

A família do Mullah Omar prometeu lealdade ao novo chefe talibã, 'mullah' Mansour, pondo fim à disputa pela sucessão na liderança hoje anunciada, que tem gerado tensão entre as duas partes.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Ahmad Masood / Reuters

"Esperamos que, com a promessa de lealdade da família do falecido 'mullah' Omar, os talibãs que se encontram com dúvidas e não prometeram lealdade [ao "mullah" Mansour] mudem a sua posição", afirmou o porta-voz talibã, Zabihullah Mujahid.

A promessa de lealdade deu-se na passada terça-feira, durante uma reunião onde estiveram presentes, entre outros, o filho mais velho e o irmão mais novo de Omar.

"Este é um bom prenúncio para os talibãs, pois agora estamos perto de pôr fim às fraturas internas e, uma vez mais, levar a todos os talibãs infelizes um novo líder", declaração Mujahid.

Os talibãs divulgaram um comunicado onde citaram declarações do irmão e do filho de Omar, que asseguram o compromisso de manter a união e pedem a todos que façam o mesmo.

Mansour, de acordo com o comunicado, prometeu à família de Omar, como forma de agradecimento, um "papel significativo na tomada de decisões".

Lusa

  • As mulheres na clandestinidade durante o Estado Novo
    7:32

    País

    Não se sabe quantas mulheres portuguesas viveram na clandestinidade durante o Estado Novo, mas estiveram sempre lado a lado com os homens que trabalhavam para o Partido Comunista na luta contra a ditadura. Aceitavam serem separadas dos filhos e mudarem de identidade várias vezes ao longo dos anos. A história de algumas destas mulheres estão agora reunidas num livro que acaba de ser lançado.