sicnot

Perfil

Mundo

Investigação britânica ao desaparecimento de Maddie já custou 14 M€

A investigação da polícia britânica ao desaparecimento em Portugal da criança inglesa Madeleine McCann já custou mais de 10 milhões de libras (14 milhões de euros), informou o secretário de Estado da Administração Interna.

© Alex Grimm / Reuters

Em resposta a uma questão feita pela Câmara dos Lordes, Michael Bates indicou que, até ao final de junho, o montante gasto ascendia a 10,1 milhões de libras, estando orçamentados para 2015 mais dois milhões de libras (três milhões de euros).

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 03 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz, no Algarve.

Foi após um apelo dos pais de Madeleine ao primeiro-ministro britânico que foi aberta em 2011 a "Operação Grange", nome da investigação britânica ao desaparecimento da criança britânica para rever toda a informação disponível.

No ano seguinte foi anunciada a abertura de um inquérito formal e o desejo de inquirir várias "pessoas de interesse", tendo sido enviadas cartas rogatórias a 30 países, incluindo Portugal.

Desde então, tem mantido uma equipa de agentes no caso, que já interrogaram vários suspeitos em Portugal e realizaram uma série de diligências, incluindo buscas numa área de terreno na Praia da Luz.

Lusa

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02