sicnot

Perfil

Mundo

Tsipras envia mensagem de alento a Portugal e Espanha no comício de encerramento

O líder do Syriza, Alexis Tsipras, encerrou hoje a campanha eleitoral para as legislativas de domingo na Grécia com um discurso combativo e uma mensagem de alento a Espanha e Portugal, onde também decorrem eleições em 2015.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Imagine-se o que se passará se o primeiro-ministro grego tiver a seu lado Pablo [Iglesias] em Espanha, Gerry Adams na Irlanda e um primeiro-ministro progressista em Portugal", afirmou Tsipras, antes de salientar que o resultado na Grécia é de "crucial importância" para as forças progressistas na Europa.

"No domingo o povo dirá de novo 'não' ao velho sistema que representa a Nova Democracia de [Vangelis] Meimarakis", disse o líder do partido da esquerda grega no final da campanha perante milhares de pessoas na praça Syntagmam centro de Atenas.

O ex-primeiro-ministro grego fazia uma alusão ao 'Não' da população grega à proposta de resgate dos credores internacionais e que foi referendada, e rejeitada, em 5 de julho, mas que o Governo acabou depois por aceitar com algumas alterações.

Num discurso combativo, refere a agência Efe, o líder do principal partido da esquerda grega pediu um mandato forte para contrariar "a intenção dos conservadores em converter o nosso governo num parêntesis" da história.

No domingo a Grécia celebre "um novo referendo" e a pergunta é se a Grécia quer andar em frente ou para trás, disse Tsipras, antes de acrescentar que um voto claro poderá converter-se numa mensagem forte para os países que também celebram legislativas em 2015, Portugal; Espanha e Irlanda.

Entre os políticos que compareceram para apoiar Tsipras incluiu-se o líder do Podemos espanhol, Pablo Iglesias, que subiu ao palco para se dirigir ao eleitorado grego em espanhol.

No seu discurso, Tsipras insistiu ainda para que os indecisos não fiquem em casa porque "é necessário que não se desperdice um único voto".

"Não deixemos que a abstenção ganhe, porque a abstenção não é uma decisão antissistema, é o que deseja a Nova Democracia", assinalou, para acrescentar que "cada voto que se perde para o Syriza é um voto de confiança na corrupção".

Tsipras dirigiu-se em concreto a todos os votantes que optaram por votar Syriza em janeiro e que as sondagens colocam agora na faixa dos indecisos, e assegurou-lhes que "por dececionados que estejam" não devem esquecer que se poderá vencer um dia e o atual combate político constitui uma "longa batalha".

Lusa

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Casos de cancro nos pulmões diminuem
    3:08

    País

    O mapa do cancro em Portugal está a mudar, pela primeira vez os casos de cancro do cólon ultrapassaram os do pulmão. A proibição de fumar em locais públicos tem levado à diminuição dos casos de tumores pulmonares.

  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28