sicnot

Perfil

Mundo

Exército turco anunciou ter matado 90 soldados do PKK

O exército da Turquia afirmou ter matado cerca de 90 guerrilheiros do ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), em diferentes operações, informaram hoje meios de comunicação social turcos.

© Sertac Kayar / Reuters

A aviação turca "eliminou" 55 rebeldes curdos, num bombardeamento efetuado hoje no norte do Iraque, informou o diário Milliyet, que cita fontes de segurança e inteligência turcos.

Aviões do tipo F-16 e F-4 2020 realizaram ataques contra as bases do PKK na região de Sinat-Haftanin, no norte do país vizinho.

Segundo fontes do diário, os aviões destruíram cavernas, tendas de campanha camufladas, refúgios especiais, assim como depósitos de logística e munições do PKK.

"A julgar pelas comunicações via radio entre os rebeldes do PKK, informações de fontes locais e fotos aéreas, entre 55 e 60 terroristas foram eliminadas", assegurou o diário.

Por outro lado, os "media" turcos informaram hoje que, numa outra grande operação na província de Tunceli, no leste da Turquia, terão sido mortos outros 30 a 35 rebeldes do PKK.

Nessa mesma região, um comando curdo sequestrou um suboficial do exército num posto de controlo numa estrada.

As tensões entre a Turquia e o PKK cresceram muito nos últimos meses, depois do fim de um cessar-fogo, em finais de julho.

Desde então, morreram mais de 130 membros das diferentes forças de segurança turcas e centenas de guerrilheiros em confrontos e atentados do PKK.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.