sicnot

Perfil

Mundo

Começa na Nova Zelândia processo para extraditar Kim Dotcom para os EUA

O processo para extraditar o fundador do portal Megaupload, Kim Dotcom, para os Estados Unidos da América (EUA), onde é procurado por alegada pirataria informática e outros crimes, começou hoje na cidade neozelandesa de Auckland.

© Nigel Marple / Reuters

"Este caso não é sobre mim, mas sobre o controlo que damos às empresas norte-americanas e ao Governo norte-americano sobre a Internet", disse hoje Dotcom, na sua conta de Twitter, ainda que depois tenha recusado fazer declarações à imprensa.

Juntamente com Dotcom serão julgados em Auckland os alemães Mathias Ortmann e Finn Batato e o holandês Bram van der Kolk, todos detidos em janeiro de 2012 na mansão alugada nos arredores da cidade neozelandeza, como parte de uma operação internacional dirigida pelo FBI.

Na sessão de abertura do julgamento, o juiz Nevin Dawson analisa os pedidos dos arguidos para suspender ou adiar o processo.

O processo de extradição deve demorar cerca de quatro semanas, com a apresentação da análise de um especialista norte-americano sobre direitos de autor, que questiona a base legal da acusação formulada pelas autoridades do seu país.

Segundo as investigações do FBI, o Megaupload, que chegou a ter 50 milhões de usuários e a representar 4% do tráfico mundial, gerou ilegalmente 175 milhões de dólares (162 milhões de euros).

Até agora, o único condenado dos sete membros do Megaupload acusados nos Estados Unidos da América é o programador estónio Andrus Nomm, que em fevereiro passado foi condenado a cerca de um ano de prisão depois de admitir participação na violação de direitos de autor.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.