sicnot

Perfil

Mundo

Jornal do PC chinês ataca homem mais rico da Ásia

O jornal do Partido Comunista Chinês Diário do Povo atacou o magnata de Hong Kong Li Ka-shing, acusando-o de ser "ingrato" ao vender os bens na China continental, numa altura em que o país enfrenta desafios económicos.

Reuters

O empresário, de 87 anos, apelidado de "super-homem" pela sua perspicácia empresarial, tem vindo a vender investimentos imobiliários na China -- onde o crescimento abrandou para os valores mais baixos em 24 anos -- após ali ter investido fortemente nos anos 1990.

Esta decisão, combinada com a venda de bens em Hong Kong, gerou especulações de que o homem mais rico da Ásia esteja a perder confiança na China.

O Diário do Povo considera que a abertura da China, o amplo mercado disponível e medidas favoráveis adotadas foram "o elemento chave" do sucesso de Li, o que não o impediu de estar agora a deixar o seu benfeitor em apuros.

"Partilhou a prosperidade enquanto tivemos uma boa fase, mas não consegue enfrentar as adversidades connosco, agora que temos dificuldades. Emocionalmente, isto é realmente inaceitável", lê-se no jornal, num comentário publicado através da aplicação de mensagens WeChat.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41