sicnot

Perfil

Mundo

Papa e Fidel trocam livros

O Papa Francisco esteve com Fidel Castro em Havana. O encontro à porta-fechada foi na residência oficial do antigo presidente cubano, durou meia hora e aconteceu depois da missa celebrada na Praça da Revolução. A visita de Francisco a Cuba termina quarta-feira, dia em que segue para os Estados Unidos.

© Handout . / Reuters

© Handout . / Reuters

Um porta-voz do Vaticano adianta que o Papa ofereceu a Fidel Castros vários livros, incluindo uma obra sobre humor e religião. Falaram sobre vários temas do mundo atual, acrescentou o Vaticano.

O papa Francisco, que chegou no sábado passado a Cuba, viaja hoje para a região de Holguín, onde vai celebrar uma missa na Praça da Revolução, prosseguindo depois para a cidade de Santiago.

O papa partirá da capital cubana às 08:00 locais (12:00 GMT) e tem previsto aterrar em Holguín, a terceira cidade da ilha, por habitantes, uma hora e vinte minutos depois, para ir diretamente à Praça da Revolução, onde vai celebrar uma missa.

A Praça da Revolução de Holguín foi criada em homenagem ao major-general Calixto García, herói das três guerras independentistas do século XIX.

Milhares de cubanos saíram no sábado às ruas de Havana para receber o papa Francisco e agradecer-lhe os esforços no restabelecimento de relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos.

Francisco chegou no sábado a Cuba, na primeira etapa de uma viagem que o levará também aos Estados Unidos, tendo sido recebido no aeroporto pelo Presidente cubano, Raúl Castro.

À chegada a Cuba, Francisco instou Cuba e os Estados Unidos "a avançar" na normalização das relações bilaterais e a "desenvolver todas as suas potencialidades".

Até terça-feira, o papa estará em Cuba, com passagens por Havana, Holguín e Santiago, para encontros com jovens, famílias e bispos.

Com Lusa

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.