sicnot

Perfil

Mundo

Sexo não provoca ataques cardíacos

O sexo não desencadeia ataques cardíacos, mesmo a quem já tenha sofrido um. Uma equipa de cientistas alemã concluiu que a atividade sexual é "moderada", equivalente a subir dois lances de escada ou a um pequeno passeio a pé.

© Toby Melville / Reuters

Num estudo conduzido com 536 pacientes com problemas cardíacos, com idades entre os 30 e os 70 anos, os cientistas da Universidade de Ulm compararam a atividade sexual com as taxas de enfartes e mortes por doença cardíaca. A todos foi perguntado como era a vida sexual nos 12 meses antes do ataque cardíaco. Não foi encontrada qualquer relação entre o sexo e os problemas cardíacos.

"Com base nos dados recolhidos, é quase impossível que o sexo seja um fator relevante que desencadeie um ataque cardíaco", afirmou o professor Dietrich Rothenbacher ao jornal britânico The Telegraph.

Dos que participaram no estudo, mais de metade (55%) disseram ter relações sexuais uma ou mais vezes por semana. Apenas um quarto tinha relações sexuais menos de uma vez por semana e 4,7% tinha uma vez por mês. Um total de 14,9% afirmou não ter feito sexo nos 12 meses anteriores ao ataque cardíaco.

"Menos de metade dos homens e menos de um terço das mulheres são bem informados sobresexo após um enfarte pelos seus médicos. É importante assegurar aos doentes que não correm riscos e que devem retomar a sua normal atividade sexual", sublinhou o cientista alemão, um dos autores do estudo publicado no Journal of the American College of Cardiology.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.