sicnot

Perfil

Mundo

Tigre que matou tratadora na Nova Zelândia não será abatido

O tigre que matou a tratadora, num jardim zoológico na Nova Zelândia, não será abatido porque o ataque esteve "de acordo com os seus instintos naturais", informou hoje a administração.

Arquivo

Arquivo

REUTERS

A tratadora Samantha Kudewah morreu no domingo quando o animal, um tigre-de-sumatra chamado Oz, a atacou no zoo de Hamilton, a sul de Auckland.

O Conselho de Hamilton, que gere o jardim zoológico, descreveu a morte de Kudewah como uma tragédia, mas disse que não havia nada a ganhar em matar o tigre.

"Apesar de haver um risco inerente aos funcionários do zoo que lidam com grandes gatos como Oz, não há um risco superior, não há razão para abatermos Oz", disse o gerente comunitário do conselho, Lance Vervoort, em comunicado.

"A decisão é nossa. O Oz é um animal significativo para a sua espécie. É pai de duas crias e é vital para o programa de reprodução para conservar esta espécie rara. A opinião maioritária dos profissionais do zoo é que o ataque de Oz a Samantha esteve de acordo com os seus instintos naturais", afirmou.

Os tigres-de-sumatra fazem parte da lista de espécies ameaçadas, estimando-se que apenas restem 500 em estado selvagem.

  • Hoje, o Primeiro Jornal está em Leiria
    1:13
  • Segunda vaga de incêndios queimou 28 mil hectares
    1:09

    País

    A segunda vaga de fogos que assolou o país queimou 28 mil hectares do território nacional, em apenas cinco dias. Segundo o Sistema Europeu de Incêndios, a área ardida equivale a quase três concelhos de Lisboa.

  • Bigode de Salvador Dalí está intacto, às "10 para as 10"

    Cultura

    O corpo do pintor surrealista catalão foi ontem exumado no Teatro-Museo de Figueres, por ordem de um tribunal de Madrid, para um exame de determinação de paternidade de Pilar Abel, que alega ser filha do artista. O pintor que morreu há 28 anos foi embalsamado e mumificado pelo que o corpo continua preservado e o famoso bigode levantado.

  • Mulher do primeiro-ministro japonês "é uma mulher fantástica mas não fala inglês"
    0:35

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos falou pela primeira vez sobre o segundo encontro que manteve com Vladimir Putin, durante a Cimeira do G20, em Hamburgo. Donald Trump explica que a conversa com o Presidente russo resultou de uma troca de lugares durante um jantar. Trump ficou ao lado da mulher do primeiro-ministro japonês, que não saberia falar inglês, e Melania estava sentada ao pé do Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26