sicnot

Perfil

Mundo

Marine Le Pen será julgada em outubro por incitamento ao ódio racial em França

A líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, será julgada a 20 de outubro, em Lyon, por alegada incitação ao ódio racial, divulgaram hoje fontes judiciárias.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

É a primeira vez que a presidente da Frente Nacional (FN) deverá responder perante um juiz pela acusação de "incitação ao ódio racial".

Interrogada hoje pela agência de notícias francesa AFP sobre a sua presença nesta audiência, a líder política respondeu que comparecerá em tribunal.

"Sim, claro. Eu não vou perder essa oportunidade!", declarou.

Em dezembro de 2010, durante uma reunião com os seus partidários em Lyon, Marine Le Pen -- enquanto fazia campanha para a Presidência pelo FN -- denunciou num discurso "as preces de rua" dos muçulmanos, comparando-os à ocupação nazi durante a II Guerra Mundial.

O seu discurso valeu-lhe uma investigação preliminar pela procuradoria de Lyon por incitação ao ódio racial.

Esta investigação foi encerrada em setembro de 2011, mas uma associação interveio junto de um juiz de instrução de Lyon e uma investigação judicial foi aberta em janeiro de 2012.

Ao votar o levantamento da sua imunidade parlamentar em 02 de julho de 2013, o parlamento europeu abriu a via para a acusação e o julgamento da eurodeputada.

Lusa

  • Dez feridos ligeiros em naufrágio de embarcação em Cascais

    País

    Uma embarcação de recreio com 10 pessoas a bordo naufragou ao largo da Parede, na linha de Cascais. Todos os tripulantes foram resgatados pelas autoridades marítimas e bombeiros e apresentam escoriações ligeiras e sinais de hipotermia. O barco foi entretanto retirado da água e a marginal continua cortada ao trânsito.

  • PS apresenta Lei de Bases da Habitação para abrir debate sobre habitação acessível
    1:19

    Economia

    O PS quer avançar com uma Lei de Bases da Habitação. A proposta apresentada esta quinta-feira propõe a requisição de casas devolutas para habitação e apoios concretos para o arrendamento a preços acessíveis. O líder parlamentar do PS, Carlos César, diz que é tempo de abrir um debate sobre a habitação que acredita que pode resultar numa Lei ainda na atual legislatura.

  • A morte anunciada da ETA

    Mundo

    A organização separatista basca ETA vai anunciar a sua dissolução em 05 de maio, durante uma cerimónia marcada para Bayona, no País Basco francês, disseram à agência Efe fontes conhecedoras do processo.