sicnot

Perfil

Mundo

Marine Le Pen será julgada em outubro por incitamento ao ódio racial em França

A líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, será julgada a 20 de outubro, em Lyon, por alegada incitação ao ódio racial, divulgaram hoje fontes judiciárias.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

É a primeira vez que a presidente da Frente Nacional (FN) deverá responder perante um juiz pela acusação de "incitação ao ódio racial".

Interrogada hoje pela agência de notícias francesa AFP sobre a sua presença nesta audiência, a líder política respondeu que comparecerá em tribunal.

"Sim, claro. Eu não vou perder essa oportunidade!", declarou.

Em dezembro de 2010, durante uma reunião com os seus partidários em Lyon, Marine Le Pen -- enquanto fazia campanha para a Presidência pelo FN -- denunciou num discurso "as preces de rua" dos muçulmanos, comparando-os à ocupação nazi durante a II Guerra Mundial.

O seu discurso valeu-lhe uma investigação preliminar pela procuradoria de Lyon por incitação ao ódio racial.

Esta investigação foi encerrada em setembro de 2011, mas uma associação interveio junto de um juiz de instrução de Lyon e uma investigação judicial foi aberta em janeiro de 2012.

Ao votar o levantamento da sua imunidade parlamentar em 02 de julho de 2013, o parlamento europeu abriu a via para a acusação e o julgamento da eurodeputada.

Lusa

  • Autárquicas: Ao 2º dia, "Atrás das Câmaras" em Fátima
    1:44
  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.