sicnot

Perfil

Mundo

ONU expressa condolências por tragédia em Meca e aguarda investigação

O secretário-geral da ONU expressou hoje condolências às famílias dos mais de 700 peregrinos mortos entre a multidão nos arredores da cidade saudita de Meca, afirmando esperar que uma investigação impeça tragédias do género de se repetirem.

© Ahmad Masood / Reuters

"O secretário-geral transmite as suas sinceras condolências às famílias das vítimas e expressa o seu pesar a todos os Governos afetados", disse o porta-voz de Ban Ki-moon, Stéphane Dujarric, na sua conferência de imprensa diária.

Dujarric indicou que a ONU espera que se leve a cabo uma investigação "para assegurar que este tipo de incidentes não volta a acontecer", ao mesmo tempo que destacou as dificuldades de organizar este tipo de concentração (a peregrinação a Meca).

Pelo menos 717 pessoas morreram hoje e 863 ficaram feridas nos incidentes provocados pela aglomeração e entrada maciça de peregrinos em Meca para participar num dos rituais da peregrinação anual àquele santuário, anunciou a Defesa Civil saudita.

Os fiéis dirigiam-se dos seus acampamentos para o lugar em que deviam hoje cumprir o rito da lapidação das três colunas que simbolizam as tentações do diabo, no terceiro dia da peregrinação.

Um total de três milhões de pessoas participa durante estes dias no importante ritual religioso, que é um dos cinco pilares do Islão, juntamente com a "shahada" (profissão de fé), a esmola, a oração e o jejum, no mês do Ramadão.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.