sicnot

Perfil

Mundo

Hezbollah anuncia trégua de seis meses em três localidades sírias

O líder do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, anunciou esta sexta-feira uma trégua de seis meses em três localidades da Síria, concluída com os rebeldes sob supervisão da ONU.

A cidade de Zabadani, próxima de Damasco, foi alvo em julho de uma ofensiva das forças do regime, o que deu origem a uma aliança de vários grupos rebeldes, incluindo os extremistas sunitas aliados da Al-Qaida, para cercar as aldeias de Fua e Kafraya, de população xiita. (Arquivo)

A cidade de Zabadani, próxima de Damasco, foi alvo em julho de uma ofensiva das forças do regime, o que deu origem a uma aliança de vários grupos rebeldes, incluindo os extremistas sunitas aliados da Al-Qaida, para cercar as aldeias de Fua e Kafraya, de população xiita. (Arquivo)

© Stringer . / Reuters

A trégua vigora na cidade rebelde de Zabadani, próxima da fronteira com o Líbano (sudoeste), e nas aldeias xiitas de Fua e Kafraya, na província de Idleb (noroeste), quase totalmente controlada por forças rebeldes.

O acordo alcançado prevê "a retirada dos combatentes e dos feridos da cidade de Zabadani para a província de Idleb (...) em troca da retirada de 10.000 civis de Fua e Kafraya (...) para zonas controladas pelo regime sírio", disse Hassan Nasrallah numa entrevista à televisão do movimento, a Al-Manar.

A cidade de Zabadani, próxima de Damasco, foi alvo em julho de uma ofensiva das forças do regime, o que deu origem a uma aliança de vários grupos rebeldes, incluindo os extremistas sunitas aliados da Al-Qaida, para cercar as aldeias de Fua e Kafraya, de população xiita.

Lusa

  • Roger Moore, o ator que foi 007 e um Santo
    1:26

    Cultura

    Morreu Roger Moore. O ator britânico tinha 89 anos e morreu na Suíça, vítima de cancro. Ficou conhecido pelo mítico papel de James Bond entre os anos 70 e 80, tendo sido o ator que mais tempo se manteve no papel. Em 2003, foi condecorado pela rainha Isabel II e tornou-se Sir Roger Moore.

  • Ucrânia limita utilização do russo na televisão

    Mundo

    O Parlamento da Ucrânia aprovou esta terça-feira uma lei que determina que três quartos dos programas televisivos dos canais nacionais devem ser transmitidos em ucraniano, medida que visa limitar o uso da língua russa naquele país.