sicnot

Perfil

Mundo

Justiça do Peru abre inquérito à primeira-dama por branqueamento de dinheiro

A justiça do Peru anunciou hoje a abertura de um inquérito por branqueamento de dinheiro contra a primeira-dama e presidente do Partido Nacionalista, no poder, Nadine Heredia.

© Enrique Castro-Mendivil / Reu

O inquérito insere-se numa investigação mais vasta à origem dos fundos que financiaram a campanha eleitoral do marido, o Presidente peruano, Ollanta Humala.

O procurador German Juarez, na origem do inquérito, pediu uma análise grafológica a Heredia para determinar se foi ela que validou fundos ilícitos entre 2006 e 2011.

Uma comissão parlamentar que investigou o caso considerou Heredia suspeita de ter assumido um emprego fictício para encobrir fundos provenientes de empresas da Venezuela para financiar o partido de Humala, então um aliado de Hugo Chávez.

Lusa

  • Partidos exigem explicações sobre transferências para offshores entre 2011 e 2014

    Economia

    O PS junta-se ao PCP, o Bloco de Esquerda e o PSD no pedido para a audição urgente do antigo e o atual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre a falta de controlo do Fisco às transferências de dinheiro para paraísos fiscais. Em causa está a transferência de 10 mil milhões de euros para offshores. O CSD é o único partido que ainda não se pronunciou.