sicnot

Perfil

Mundo

Papa reza com representantes de outras religiões na Zona Zero de Nova Iorque

O papa Francisco juntou-se hoje, em Nova Iorque, a representantes de outras religiões numa "oração pela paz" proferida na Zona Zero, em homenagem às vítimas dos atentados ali ocorridos a 11 de setembro de 2001.

Alessandra Tarantino

Ao dirigir-se aos presentes, o chefe da Igreja Católica mencionou a mescla "de sentimentos, de emoções" por estar naquele local, "onde milhares de vidas foram arrebatadas num ato insensato de destruição".

"Aqui, a dor é palpável", acrescentou Francisco, dizendo que a água que cai no monumento criado onde estiveram as Torres Gémeas "nos recorda todas essas vidas perdidas sob o poder daqueles que creem que a destruição é a única forma de solucionar os conflitos".

O papa assegurou depois que "nas divergências, nas discrepâncias, é possível viver num mundo de paz. Perante qualquer tentativa uniformizadora, é possível e necessário juntarmo-nos a partir das diferentes línguas, culturas e religiões".

Instou ainda a que se "levante a voz a todos quantos quiserem impedi-lo", afirmando: "Juntos somos convidados a dizer 'Não' a qualquer tentativa uniformizadora e um 'Sim' a uma diferença aceite e reconciliada".

"Precisamos de nos livrar de sentimentos de ódio, vingança, rancor", acrescentou o papa, pedindo "paz neste mundo vasto que Deus nos deu como casa de todos e para todos".

O evento contou também com a participação de representantes do hinduísmo, budismo, jainismo, sikhismo, judaísmo, nativos americanos, muçulmanos e de outros ramos do cristianismo.

A cerimónia começou no Memorial da Zona Zero, com as reflexões do rabino Elliot Cosgrove e de um imã da mesquita de Nova Iorque e do imã Khalid Latif, da Universidade de Nova Iorque.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.