sicnot

Perfil

Mundo

Encontrados novos emails trocados por Hillary Clinton a partir do e-mail pessoal

O Departamento de Estado norte-americano informou esta sexta-feira que obteve mais 'emails' correspondentes ao período em que Hillary Clinton foi secretária de Estado e que a pré-candidata presidencial não tinha disponibilizado anteriormente.

Hillary Clinton repetiu em várias ocasiões que entregou todos os 'emails' relativos ao período em que liderou a diplomacia norte-americana (2009-2013) para que fossem analisados na investigação em curso, mas não entregou o conjunto de mensagens referidas hoje pelo Departamento de Estado.

Hillary Clinton repetiu em várias ocasiões que entregou todos os 'emails' relativos ao período em que liderou a diplomacia norte-americana (2009-2013) para que fossem analisados na investigação em curso, mas não entregou o conjunto de mensagens referidas hoje pelo Departamento de Estado.

© Brian Snyder / Reuters

Hillary Clinton repetiu em várias ocasiões que entregou todos os 'emails' relativos ao período em que liderou a diplomacia norte-americana (2009-2013) para que fossem analisados na investigação em curso, mas não entregou o conjunto de mensagens referidas hoje pelo Departamento de Estado.

Trata-se de um grupo de mensagens trocadas com o então comandante do Comando Central dos Estados Unidos, general David Petraeus, durante as sus primeiras semanas como secretária de Estado, em janeiro e fevereiro de 2009.

O Departamento da Defesa encontrou os 'emails' e encaminhou-os para o departamento de Estado, que leva a cabo a investigação pelo uso que Hillary Clinton fez da sua conta de correio eletrónico pessoal para tratar de assuntos oficiais.

Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, trata-se de uma dezena de e-mails que abordam, principalmente, "assuntos pessoais".

No final de agosto, o Departamento de Estado norte-americano publicou 7.000 páginas de correio eletrónico enviadas ou recebidas por Clinton, durante o mandato de secretária de Estado.

No início de setembro, Hillary Clinton pediu desculpas por usar um servidor de 'email' privado enquanto secretária de Estado, afirmando que a decisão foi "um erro".

Lusa

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.