sicnot

Perfil

Mundo

Quinze civis mortos em ataque do Boko Haram no Níger

Pelo menos 15 civis foram mortos num ataque de membros do Boko Haram a uma aldeia do sudeste do Níger, junto à fronteira com a Nigéria, noticiou na sexta-feira à noite a televisão estatal nigerina.

O Boko Haram tem lançado, desde fevereiro, ataques em zonas nigerinas próximas da fronteira com o nordeste da Nigéria, bastião do grupo radical islâmico que quer impor a 'sharia' (lei islâmica). (Arquivo)

O Boko Haram tem lançado, desde fevereiro, ataques em zonas nigerinas próximas da fronteira com o nordeste da Nigéria, bastião do grupo radical islâmico que quer impor a 'sharia' (lei islâmica). (Arquivo)

© Jim Tanner / Reuters

O ataque ocorreu na quinta-feira à noite numa aldeia juntos às margens do rio Komadougou Yobe, que corre ao longo de uma pequena secção da fronteira.

"Uma dezena" de atacantes, "armados com espingardas", chegaram a pé à aldeia para "cometer o massacre", segundo a televisão.

Uma das vítimas é o chefe da aldeia. Duas dezenas de casas, um veículo e um moinho foram incendiados.

O Boko Haram tem lançado, desde fevereiro, ataques em zonas nigerinas próximas da fronteira com o nordeste da Nigéria, bastião do grupo radical islâmico que quer impor a 'sharia' (lei islâmica).

Tropas da Nigéria, Chade, Níger e Camarões combatem o Boko Haram, recentemente associado ao grupo extremista Estado Islâmico. Mas apesar dos revezes sofridos pelos radicais nos últimos meses, os ataques do movimento não cessaram.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC