sicnot

Perfil

Mundo

Europa já recebeu mais de 1,5 milhões de refugiados este ano

Mais de meio milhão de migrantes e refugiados entraram na Europa através do Mediterrâneo só este ano, tendo cerca de 3 mil desaparecido na travessia, disse hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ANCUR).

Sem conhecerem o caminho, muitos dos migrantes perderam-se, mas foram ajudados por locais e pela Cruz Vermelha.

Sem conhecerem o caminho, muitos dos migrantes perderam-se, mas foram ajudados por locais e pela Cruz Vermelha.

© Heinz-Peter Bader / Reuters

De acordo com os dados hoje divulgados, quase 515 mil refugiados e migrantes cruzaram o Mediterrâneo, tendo quase 400 mil ficado na Grécia e outros 129 mil em Itália.

Ainda segundo os números hoje divulgados, 71% dos refugiados que chegaram e ficaram na Grécia são sírios, enquanto no total dos dois países, 54% são oriundos da Síria e 13% do Afeganistão.

A perigosa travessia do mar Mediterrâneo fez 2.980 mortos e desaparecidos, sendo que no ano passado 3.500 pessoas morreram ou desapareceram no Mediterrâneo, ainda segundo o ACNUR.

O mar Mediterrâneo é, assim, a rota do mundo mais mortífera para os refugiados que chegam à Europa do sul, principalmente à Grécia, a partir de países afetados por violência e conflitos, entre os quais se contam a Síria, o Iraque e o Afeganistão.

Essas pessoas, defende o ACNUR, estão fisicamente exaustas e traumatizadas, pelo que precisam de proteção internacional.

A divulgação destes números acontece no contexto da maior crise migratória na União Europeia desde a segunda guerra mundial, com os países europeus a concordarem na semana passada com o acolhimento de 120 mil refugiados e a prestar assistência financeira aos países vizinhos da Síria, e com as Nações Unidas a apelarem a mais esforços.

  • Sessão solene no Parlamento e desfile popular nas comemorações do 25 de Abril

    País

    Os 43 anos da Revolução dos Cravos são hoje comemorados com a sessão solene no Parlamento e o tradicional desfile popular, tendo o Presidente da República escolhido o 25 de Abril para condecorar, a título póstumo, Francisco Sá Carneiro. A SIC Notícias acompanha esta manhã a sessão solene na Assembleia da República. Veja aqui em direto.

  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.