sicnot

Perfil

Mundo

Netanyahu considera "enganoso" o discurso de Mahmud Abbas na ONU

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, criticou hoje a intervenção do presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abbas, na Assembleia-geral da ONU, que classificou de "enganoso".

© POOL New / Reuters

No seu discurso, Mahmud Abbas disse que o seu lado não podia ser o único comprometido com acordos.

Durante a Assembleia-Geral, o líder palestiniano também apelou a Israel para que "pare com o uso da força bruta (...) particularmente nas suas ações na mesquita de Al-Aqsa", acusando Israel de violar o estatuto do local e de impedir os fiéis de lhe acederem.

Os confrontos das últimas semanas, entre a polícia israelita e cidadãos palestinianos, na zona ocupada de Jerusalém, fez aumentar a tensão e levou Abbas a alertar para o risco de um levantamento ou de uma terceira intifada.

Em reação, o gabinete de Benjamin Netanyahu considerou o discurso de Abbas "enganoso" e "encorajador" da ação anti-israelita e da destruição no Médio Oriente.

"Ao contrário dos palestinianos, Israel preserva o 'status quo' no Monte do Templo [onde está situada a mesquita de Al-Aqsa] e está empenhado em mantê-lo", continuou Netanyahu.

Os judeus estão autorizados a visitar o Monte do Templo, que veneram como um lugar sagrado, mas estão proibidos de rezar no local.

Abbas também acusou Israel de recusar comprometer-se com acordos anteriores, deixando os palestinianos sem outra opção que não seja lembrar "que não serão os únicos comprometidos com a implementação desses acordos, enquanto Israel continua a violá-los".

Por seu lado, Netanyahu apelou a Abbas para que aceite a sua oferta e se comprometa em negociações diretas com Israel, sem condições prévias, e o seu gabinete considerou que "o facto de esta oferta ser recusada uma vez após outra é a melhor prova de que ele [Abbas] não está à procura de um acordo de paz".

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.