sicnot

Perfil

Mundo

Furacão 'Joaquín' mais forte e extremamente perigoso

O furacão 'Joaquín' passou hoje à categoria quatro, numa escala de 5, tornando-se "extremamente perigoso", segundo os meteorologistas, enquanto a costa leste dos Estados Unidos se prepara para um fim de semana de chuva intensa.

© NOAA NOAA / Reuters

Com ventos de 210 quilómetros por hora e que podem tornar-se mais fortes nas próximas 24 horas, o furacão, que se move na zona das Bahamas, pode causar severos danos materiais e humanos, estando já em marcha planos de emergência.

Nas Bahamas foram cancelados diversos voos e os populares cruzeiros estão a ser reencaminhados para outros locais, havendo previsões de que a chuva fará subir o nível das águas em três metros em redor de algumas das ilhas do centro do arquipélago.

Às 19:00 de Lisboa, o olho do furacão estava 113 quilómetros a sul da ilha de São Salvador, sendo esperadas chuvas torrenciais nas Carolinas (do Norte e do Sul) e na Virgínia, que já se encontra em estado de emergência devido às chuvas de terça-feira e onde se teme que os ventos tenham um impacto destrutivo.

'Joaquín' é o terceiro furação no período que vai de junho a setembro, sendo que, no início do ano, os meteorologistas haviam alertado que a temperatura da água no Atlântico estava abaixo da média, havendo uma relação cientificamente comprovada entre águas mais mornas e a formação de furacões agressivos.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.