sicnot

Perfil

Mundo

Mini-porcos geneticamente modificados vendidos na China como animais de estimação

Pequenos porcos inicialmente criados em laboratório para investigação vão agora ser produzidos para serem comercializados na China. As críticas não se fizeram esperar, com vários cientistas a criticar a utilização da tecnologia para fins frívolos.

BGI

Geneticamente modificados a partir de uma raça de porcos pequena - Bama, que pesam entre 30 a 50 kg - este mini-porcos têm cerca de 15 kg. Foram inicialmente criados pelo Beijing Genomics Institute (BGI) para estudar as doenças que afetam os seres humanos.

A 23 de setembro, a BGI anunciou que vai começar a vender os animais, a 1600 dólares cada - cerca de 1400 euros. Os potenciais donos poderão ainda escolher as cores e padrões do pelo do mini-porco.

Vários cientistas manifestaram preocupações éticas com a utilização de técnicas de alteração de genes sem ser para fins científicos. "É questionável se podemos ter este tipo de impacto na vida, saúde e bem estar de outro animal deste planeta assim de ânimo leve", sublinha o investigador e geneticista alemão Jens Boch à revista Nature.

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46