sicnot

Perfil

Mundo

Rússia considera "infundadas" acusações de que ataques aéreos não visaram o Estado Islâmico

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, classificou hoje de "infundadas" as acusações de que os ataques aéreos de Moscovo na Síria não tenham visado alvos do grupo Estado Islâmico e que tenham atingido civis.

© MAXIM ZMEYEV / Reuters


"Os rumores de que os alvos destes ataques aéreos não são as posições do Estado Islâmico são infundados", disse Sergei Lavrov aos jornalistas, após uma reunião com o seu homólogo norte-americano, John Kerry, em Nova Iorque, acrescentando que "não tinha dados" sobre vítimas mortais civis.

A força aérea russa realizou na quarta-feira o primeiro bombardeamento na Síria, a pedido do Presidente Bashar al-Assad, tendo a intervenção militar suscitado dúvidas, em muitos países ocidentais, sobre os alvos visados: elementos do grupo extremista Estado Islâmico ou rebeldes.

Khaled Khoja, líder da oposição síria no exílio, afirmou que 36 civis morreram no ataque russo em Homs e acusou a Rússia de estar a agir para manter Al-Assad no poder e não para atingir o Estado Islâmico.

O secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter, também afirmou hoje que a intervenção da Rússia na Síria está "condenada ao fracasso".

Os Estados Unidos lideram a coligação internacional que combate o grupo extremista Estado Islâmico.

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.