sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 464 número de iranianos mortos em debandada, em Meca

O número de iranianos mortos na sequência da debandada em Mina, perto de Meca, aumentou para 464, segundo um balanço publicado hoje pela comissão organizadora iraniana do Hajj, uma semana após a tragédia.

© Stringer Shanghai / Reuters

"Sete dias depois do trágico acidente (a debandada em Mina) e de investigações incansáveis (...), o número de peregrinos iranianos que foram para o céu, enquanto estavam a realizar os rituais do Hajj em Mina, é de 464", divulgou a comissão organizadora, em comunicado.

Um anterior balanço dava conta de pelo menos 239 peregrinos iranianos mortos e outros 241 nacionais desaparecidos durante a peregrinação em Mina, perto de Meca.

Os ministros saudita e iraniano acordaram hoje, em Jedá, o repatriamento dos corpos dos peregrinos iranianos mortos na debandada perto de Meca na semana passada, informou a agência oficial saudita.

O Irão é o país com maior número de vítimas do incidente, que, segundo Riade, causou um total de 769 mortos e 934 feridos, de várias nacionalidades, durante um dos rituais da peregrinação anual dos muçulmanos, na quinta-feira passada.

Esta debandada é o segundo trágico incidente a atingir os fiéis muçulmanos este ano na Arábia Saudita, após a queda, dez dias antes, de uma grua no interior da grande mesquita de Meca, que causou a morte de 109 pessoas e feriu mais de 400.

O ritual do Hajj está entre os cinco pilares do islamismo e todos os muçulmanos deverão realizar a peregrinação a Meca pelo menos uma vez na vida.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.