sicnot

Perfil

Mundo

Temperatura média global sobe 2,7ºC no fim do século

A temperatura média à superfície da Terra aumentará 2,7ºC no fim do século XXI, perante as promessas de redução dos gases com efeito de estufa feitas por diversos países, revela um estudo divulgado hoje.

© Toby Melville / Reuters

A investigação é divulgada na data-limite fixada pela ONU para o anúncio, por parte dos Estados, de compromissos ambientais.

Os compromissos não permitem, no entanto, alcançar a meta traçada pela comunidade internacional conter num máximo de 2ºC o aquecimento global.

Contudo, representam uma melhoria face a estimativas anteriores, de peritos do Climate Action Tracker (CAT), que, em setembro, apontaram um aumento da temperatura média entre 2,9ºC e 3,1ºC.

"A combinação dos planos climáticos nacionais, se forem aplicados, conduzem o aquecimento global a valores de 2,7ºC no horizonte de 2100", indica este organismo, que agrega quatro centros de investigação.

De acordo com o estudo hoje divulgado, é a primeira vez, desde 2009, data em que o CAT começou a avaliar as temperaturas com base nos compromissos climáticos dos países, que o aquecimento global esperado se fixa abaixo dos 3ºC.

Hoje, cerca de 140 países, representando perto de 80 por cento das emissões atuais de gases com efeito de estufa, submeteram as suas projeções de emissões para 2025-2030.

A ONU pediu aos 195 membros da Convenção das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas para que apresentassem, até 01 de outubro, os seus compromissos em defesa do ambiente, tendo em vista a Conferência do Clima de Paris, em novembro.

Na conferência, que decorre de 30 de novembro a 11 de dezembro, pretende-se que os países cheguem a um acordo sobre os mecanismos que permitem travar o aquecimento planetário, a fim de manter a meta do aumento da temperatura de 2ºC, em relação à era pré-industrial.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47