sicnot

Perfil

Mundo

Polícia abateu palestiniano que matou dois israelitas e feriu outros dois em Jerusalém

A polícia israelita matou hoje a tiro um palestiniano que estava com uma faca e uma arma de fogo após atacar quatro israelitas, dois dos quais acabaram por morrer, na Cidade Velha de Jerusalém, informaram fontes da segurança.

ABIR SULTAN/EPA

O ataque acontece num momento de grande tensão em Israel, após confrontos ente a polícia e palestinianos junto à mesquita de Al-Aqsa, um local sagrado para judeus e muçulmanos.

Horas antes, um dirigente do Hamas exortou os palestinianos a pegarem em armas para "defender" a mesquita de Al-Aqsa em Jerusalém, depois de um aumento do número de visitantes judeus ao local.

"A única solução para defender a mesquita de Al-Aqsa e impedir os israelitas de levarem a cabo os seus planos passa pelos residentes da Cisjordânia e de Jerusalém pegarem em armas", afirmou Mahmud Zahar numa entrevista publicada na página daquele movimento islâmico na Internet.

As tensões aumentaram recentemente na Cisjordânia e em Jerusalém, com palestinianos a envolverem-se em confrontos com a polícia israelita junto à mesquita, considerado um local sagrado para judeus e muçulmanos.

  • Polícia procura condutor da carrinha e outros dois suspeitos
    1:08
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38