sicnot

Perfil

Mundo

Polícia abateu palestiniano que matou dois israelitas e feriu outros dois em Jerusalém

A polícia israelita matou hoje a tiro um palestiniano que estava com uma faca e uma arma de fogo após atacar quatro israelitas, dois dos quais acabaram por morrer, na Cidade Velha de Jerusalém, informaram fontes da segurança.

ABIR SULTAN/EPA

O ataque acontece num momento de grande tensão em Israel, após confrontos ente a polícia e palestinianos junto à mesquita de Al-Aqsa, um local sagrado para judeus e muçulmanos.

Horas antes, um dirigente do Hamas exortou os palestinianos a pegarem em armas para "defender" a mesquita de Al-Aqsa em Jerusalém, depois de um aumento do número de visitantes judeus ao local.

"A única solução para defender a mesquita de Al-Aqsa e impedir os israelitas de levarem a cabo os seus planos passa pelos residentes da Cisjordânia e de Jerusalém pegarem em armas", afirmou Mahmud Zahar numa entrevista publicada na página daquele movimento islâmico na Internet.

As tensões aumentaram recentemente na Cisjordânia e em Jerusalém, com palestinianos a envolverem-se em confrontos com a polícia israelita junto à mesquita, considerado um local sagrado para judeus e muçulmanos.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.