sicnot

Perfil

Mundo

Sínodo dos bispos sobre a família começa hoje no Vaticano

Cerca de 400 representantes de mais de 110 conferências episcopais participam, a partir de hoje e até 25 de outubro, na 14.ª assembleia ordinária do sínodo dos bispos, no Vaticano.

1975 - É assinado, no Vaticano, o protocolo adicional à Concordata, entre Portugal e a Santa Sé, que permite o divórcio aos católicos.

1975 - É assinado, no Vaticano, o protocolo adicional à Concordata, entre Portugal e a Santa Sé, que permite o divórcio aos católicos.

Os desafios, a vocação e a missão das famílias católicas no mundo atual são os temas centrais do sínodo, analisados ao longo de 147 artigos do documento de trabalho, apresentado em junho à imprensa.

Entre outras, uma das propostas em debate é a de permitir, em condições muito rigorosas, a comunhão aos divorciados que voltaram a casar civilmente, mediante "um caminho de penitência" sobretudo em casos de "convivência irreversível", o que não implica uma possibilidade automática de acesso à comunhão.

O documento, que reconhece a multiplicação da coabitação de casais e dos casamentos civis, defende a concretização do casamento religioso.

Para os homossexuais, o documento de trabalho evoca "projetos de acompanhamento pastoral" para integração na Igreja. "Mas não tem qualquer fundamento o estabelecimento de analogias, mesmo longínquas, entre uniões homossexuais e o desígnio de Deus sobre o casamento e a família", reafirma.

Os trabalhos, sobre o tema "A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo", vão ser divididos em três semanas, abordando cada uma das partes do documento de trabalho (desafios, vocação e missão) com intervenções gerais e trabalhos de grupo semanais.

Portugal vai ter como delegados o presidente da Conferência Episcopal e cardeal-patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, e o presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família, o bispo de Portalegre-Castelo Branco, Antonino Dias.

A assembleia sinodal vai ser também acompanhada por 14 representantes de outras Igrejas cristãs.

O sínodo dos bispos, convocado pelo papa, é uma assembleia consultiva de representantes dos episcopados católicos de todo o mundo.

Até hoje, realizaram-se 13 assembleias gerais ordinárias e três extraordinárias, a última das quais em outubro do ano passado.

Lusa

  • Padre assume homossexualidade e é afastado do Vaticano
    2:50

    Mundo

    Um padre que trabalha no Vaticano assumiu publicamente a homossexualidade e foi afastado das funções que exercia. O caso ganha a dimensão de um escândalo na véspera de um sínodo dos bispos, onde vai ser debatido também o acolhimento de pessoas homossexuais na Igreja.

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01