sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos na Guiné-Conacri fazem 1 morto e 80 feridos

Confrontos entre apoiantes do Governo da Guiné-Conacri e ativistas da oposição causaram pelo menos um morto e mais de 80 feridos, dias antes das eleições presidenciais, avançou uma organização de solidariedade.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuter

As autoridades declararam recolher obrigatório na cidade de N'Zerekore após confrontos no sábado à noite, o segundo maior episódio de violência no período que antecede as eleições de 11 de outubro.

"As nossas equipas, a trabalhar com a Cruz Vermelha guineense, ajudaram a equipa médica no hospital regional de N'Zerekore a assistir cerca de 80 pessoas feridas por tiros ou pedras", disse Olivier van Eyll, chefe da missão na Guiné da organização não-governamental Alima.

"Infelizmente, tivemos um morto entre os feridos", disse à AFP.

A violência na segunda maior cidade da Guiné-Conacri aconteceu depois de 17 pessoas terem ficado feridas em confrontos entre fações rivais na cidade de Koundara, em setembro, de acordo com testemunhas e forças de segurança.

Os problemas em N'Zerekore começaram na sexta-feira, durante uma visita do Presidente Alpha Conde, que está a tentar ser reeleito.

Comerciantes locais, muitos dos quais pertencem ao grupo étnico Fulani, tradicionalmente leal ao líder da oposição, Cellou Dalein Diallo, reagiram mal quando lhes pediram para fecharem as suas lojas para a chegada do Presidente.

"Isso foi o que atiçou o fogo", disse à AFP um polícia, sob condição de anonimato.

"Pedras foram atiradas e houve muitos feridos dos dois lados", descreveu uma testemunha.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.