sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 1,5 milhões de refugiados vão chegar à Alemanha este ano

Cerca de 1,5 milhões de refugiados vão chegar à Alemanha este ano, segundo informações de vários meios de comunicação alemães, baseadas num alegado documento confidencial do Governo.

(arquivo)

(arquivo)

reuters

Estes cálculos apontam quase para o dobro dos 800.000 refugiados que têm sido referidos até agora, apesar de vários representantes da coligação governamental já terem insinuado que o valor seria corrigido para cima.

O documento -- citado, entre outros, pelo diário Bild -- considera que, entre outubro e dezembro, 920.000 requerentes de asilo entrarão na Alemanha, o que fará alcançar os 1,5 milhões para todo o ano, somando as entradas dos meses anteriores.

O documento sublinha o receio de que o elevado fluxo de refugiados cause um colapso da capacidade de acolhimento dos municípios e dos estados federados.

Outro aspeto referido no documento diz respeito ao impacto da reunião familiar daqueles a quem for reconhecido o direito de asilo.

Devido à estrutura familiar dos países de origem, casa refugiado trazer para a Alemanha entre quatro e oito pessoas.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28