sicnot

Perfil

Mundo

Cheias no sul de França deixaram ruas submersas e arrastaram dezenas de carros

Cheias no sul de França deixaram ruas submersas e arrastaram dezenas de carros

Imagens captadas por um drone permitem ver uma perspetiva das cheias que atingiram esta segunda-feira a região da riviera francesa, no sul de França, em particular a localidade de Mandelieu, local onde se registaram mais vítimas mortais. Alguns habitantes que tentavam retirar os carros da garagem foram apanhados pela enxurrada. Os bombeiros não tiveram mãos a medir e, várias horas depois, ainda há muito que fazer. As ruas ficaram transformadas em rios e há pilhas de automóveis que foram arrastados pela corrente e que será preciso retirar.

  • Mau tempo causa 17 mortos em França, incluindo uma portuguesa
    1:45

    Mundo

    Pelo menos 17 pessoas morreram e 4 continuam desaparecidas devido ao mau tempo que atingiu o sul de França. Entre as vítimas mortais está uma portuguesa, de 47 anos, vítima de afogamento depois de ter ficado presa dentro do carro. O Presidente François Hollande declarou estado de catástrofe natural.

  • Nuno Espírito Santo volta a desenhar no quadro
    6:54

    Desporto

    O treinador do FC Porto usou hoje de novo o marcador para desenhar e assim tentar explicar-se melhor. Foi na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Sporting de Braga. "Sei que isto vai ser motivo de brincadeira, crítica e análise", disse. "Não reparem no desenho, prestem atenção ao conteúdo".

  • O que ganhou o PCP com a Geringonça?

    Opinião

    Quem imaginaria, no Congresso de há quatro anos, que os comunistas iriam viabilizar um Governo do PS? A vitória da direita nas últimas legislativas explica muita coisa, era fundamental garantir que Passos Coelho e as suas políticas não voltavam ao poder. Mas Jerónimo de Sousa percebeu que embarcar nessa aventura - apesar dos muitos perigos - podia ser a oportunidade de mudar o rumo das coisas em favor da sua agenda e eleitorado. E do que o partido pretende para o país.

    Bernardo Ferrão

  • "A frase que mais ouço quando digo que sou blogger é: 'Mas dá para viver disso?'"

    Web Summit

    É certo e sabido que a internet e as redes sociais abriram as portas a novas realidades laborais e sobretudo a oportunidades profissionais espalhadas um pouco por todo o mundo. Portugal não foge à regra e é cada vez mais uma parte desse todo, como o demonstra a organização da WebSummit para o triénio 2016-18. Foi precisamente por lá que encontramos a Sara Riobom, uma engenheira industrial convertida à blogosfera e a fazer vida disso mesmo.

    Martim Mariano