sicnot

Perfil

Mundo

Mahmud Abbas acusa Israel de escalada de tensão

O Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, responsabilizou hoje Israel pela escalada de violência, depois de o Governo de Jerusalém anunciar novas medidas de segurança em resposta aos tumultos e a um esfaqueamento mortal.

2005 - O presidente palestiniano Mahmud Abbas convida o grupo islâmico Hamas a integrar o Governo

2005 - O presidente palestiniano Mahmud Abbas convida o grupo islâmico Hamas a integrar o Governo

NASSER ISHTAYEH

"O lado israelita e o seu governo têm interesse em arrastar as coisas para um ciclo de violência, e estão a tentá-lo através do que aconteceu na mesquita de Al-Aqsa e de ataques a colonos para escapar ao impasse político e ao isolamento internacional", revela uma declaração de Abbas, numa primeira reação desde o recente aumento de distúrbios.

O exército israelita bombardeou esta madrugada um alvo militar na Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de um 'rocket', que não causou vítimas ou danos, informaram fontes militares.

"Ontem [domingo] um 'rocket' foi lançado a partir da Faixa de Gaza e atingiu o sul de Israel, numa zona aberta do Conselho Regional de Eshkol. Não há registo de vítimas. Em resposta ao ataque, um avião da Força Aérea israelita atacou uma instalação terrorista do Hamas no norte da Faixa de Gaza", indica um comunicado militar difundido hoje.

No domingo, a polícia israelita matou a tiro um palestiniano que estava com uma faca e uma arma de fogo após atacar quatro israelitas, dois dos quais acabaram por morrer, na Cidade Velha de Jerusalém, informaram fontes da segurança.

O ataque aconteceu num momento de grande tensão em Israel, após confrontos ente a polícia e cidadãos palestinianos junto à mesquita de Al-Aqsa, um local sagrado para judeus e muçulmanos.

Horas antes, um dirigente do Hamas exortou os palestinianos a pegarem em armas para "defender" a mesquita de Al-Aqsa em Jerusalém, depois de um aumento do número de visitantes judeus ao local.

Também no domingo, a Jihad Islâmica anunciou hoje o autor do ataque que provocou dois mortos na Cidade Velha de Jerusalém é membro este movimento.

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.